Retweet

Posts Recentes

domingo, 7 de julho de 2013

Tempo

Todos esses homens e mulheres
geniais em sua essência,
primorosos, 
morreram sozinhos
contemplando o passar do tempo,
encarando paredes frias,
seus reflexos em telas de tv.
Eu me pergunto quanto tempo mais posso aguentar,
se uma noite ou duas
talvez,
o relógio ri com escarnio de mim
eu posso tirar suas malditas pilhas
lança-lo contra a parede
mas o tempo não iria parar.
O sono me massacra com sua ausência,
me entristece quando presente com os
sonhos
que traz,
presente
ou
não
o despertador
desperta dor.
E tudo se
repete.
E eu penso em todos os homens e mulheres
fascinantes em sua essência primorosa
encantadores em suas individualidades
que perderam no jogo do tempo.

1 comentários:

Tamires de Lima disse...

Muito bom mesmo!

Postar um comentário